Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre (SPPA)

ANO 21 • • Nº 40

ÓRGÃO OFICIAL DA SOCIEDADE PSICANALÍTICA DE PORTO ALEGRE

Porto Alegre | RS

Diretoria Científica busca integrar história, estudo e inquietações da contemporaneidade

  • Mery Wolff, Maurício Marx e Silva e Cátia Olivier Mello discutem sobre o feminino no pensamento psicanalítico

A Diretoria Científica da Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre tem procurado estar atenta à passagem do tempo e às inquietações da contemporaneidade, o que se espelha na programação das atividades científicas. Para celebrar os 60 anos da SPPA (fundada em 23 de julho de 1963), algumas atividades já foram realizadas em 2022. A primeira delas, organizada em conjunto com a Comissão de Memória, intitulada SPPA 60 anos. Em pauta: nossa história, teve a participação de dois membros efetivos e analistas didatas da SPPA, Germano Wolmer Filho e Isaac Pechansky, e do professor de Relações Internacionais da UFRGS, historiador e doutor em História Econômica, Paulo Visentini. “Começamos a celebrar a fundação da nossa Sociedade conversando com dois pioneiros da psicanálise no Rio Grande do Sul e em Porto Alegre. Nesta ocasião, pudemos ouvi-los e reconhecer o seu modelo e participação na SPPA como professores, supervisores e analistas de muitos de nós durante tantos anos, além de contar com a contextualização dos anos 1960 do ponto de vista histórico feita pelo professor Visentini”, comenta a coordenadora da Diretoria Científica Cátia Olivier Mello. A atividade, realizada no formato on-line no dia 14/07/2022, foi aberta ao público e emocionou a todos os participantes.

A segunda atividade comemorativa - SPPA 60 anos. Em pauta: Nosso pensamento psicanalítico - O feminino - contou com as falas de Mery Wolff e de Maurício Marx e Silva, membros efetivos e analistas didatas da SPPA, que há muito se interessam e estudam tal tema. Foi estimulante o debate com a comunidade sobre como os diferentes mitos relacionados ao feminino participam desde a construção de nosso imaginário até a visão psicanalítica mais atual. Aberto ao público e realizado em formato híbrido, o evento foi muito apreciado em virtude da riqueza e do aprofundamento do tema pelos convidados e entre os participantes.

Aconteceu também em 2022...

Atividades de interação da psicanálise com outras disciplinas do conhecimento

O Movimento Antropofágico na Arte e na Psicanálise. Convidados: prof. Viviane Ramos, historiadora e crítica de arte, professora do Instituto de Artes da UFRGS, e a psicanalista Denise do Prado Bystronski, membro associada da SPPA. A atividade, aberta ao público, foi assistida no formato on-line por mais de 100 participantes, propiciando uma fértil interação entre as duas áreas do conhecimento.

Pandemia, Ecologia e Psicanálise. Convidados: prof. Leandro Drivet, doutor em Ciências Sociais pela Universidade de Buenos Aires e o psicanalista Luiz Ernesto Cabral Pellanda, membro efetivo da SPPA. O tema abordado integrou ecologia, mitologia, filosofia e psicanálise, despertando bastante interesse do público. A atividade foi realizada no formato on-line.

Para colocar na agenda de 2023

O ano de 2023 promete recomeçar com todo o vigor! Já nos dias 24 e 25 de março, o Simpósio de metapsicologia da SPPA: A felicidade terá como convidada a psicanalista Marion Minerbo, membro efetivo e analista didata da Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo (SBPSP) e doutora pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Além da presença da autora de livros como “Diálogos sobre a clínica psicanalítica”, “Neurose e Não Neurose” e “A Posteriori, um Percurso”, o evento contará ainda com a participação dos psicanalistas e membros efetivos da SPPA Juarez Guedes Cruz e José Carlos Calich. A atividade será realizada em formato on-line.

No dia 26 de maio de 2023, a SPPA oferecerá uma atividade com Giuseppe Civitarese, psicanalista e membro associado da Sociedade Psicanalítica Italiana (SPI), autor de diversos artigos e livros como “Perder a Cabeça: abjeção, conflito estético e crítica psicanalítica”, “Sujeitos sublimes: experiência estética e intersubjetividade em psicanálise” e “Vitalità e gioco in psicoanalisi”. Já tendo estado na SPPA em outra ocasião, desta vez ele falará sobre os escritos de Bion acerca do funcionamento dos grupos, os quais iluminaram a sua técnica para o trabalho psicanalítico individual. Civitarese foi recentemente agraciado pela International Psychoanalytical Association com o Prêmio Sigourney 2022 por sua contribuição no avanço da Psicanálise. Este evento será em formato on-line e aberto ao público.